Quando eu era criança e emprestava uma canetinha para o meu amigo e ele me devolvia com a ponta afundada:

(Source: irkens, via maravilhanaervilha)

"Bora na piscina?" "Não posso" "Por que?" "Ah, você sabe…" "Não, não sei, por que?" "Ah, por que não rola" "Ai não tô entendendo, por que não pode ir?" "Ah, tô sentindo uma dorzinha" "Onde?" "NO OVÁRIO PORRA!" "Hã? Tá com cólica? Mas o que é que tem? É só uma dorzinha" "Eu tô naqueles dias…" " De preguiça?" "NÃO CARALHO, MESTRUAÇÃO, JÁ OUVIU FALAR? TÔ SANGRANDO FEITO UMA LOUCA ,TÔ PARINDO DINOSSAUROS DE TANTA CÓLICA, PORRA, ENTENDEU OU QUER QUE EU DESENHE?" "Nossa, não precisava ser grossa"

(Source: ultravisualtheme, via esfrie)